Maragojipe canta seus filhos

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Cineasta Spike Lee vem ao Recôncavo e registra Carnaval de Maragojipe


Por Lorena Morais (Recôncavo Online)

Nesta segunda-feira (11), o cineasta Spike Lee e sua equipe formada por 25 profissionais chegou ao Recôncavo da Bahia, mais especificamente em Maragojipe, para registrar o carnaval da cidade. As imagens serão utilizadas no documentário “Go Brazil Go”, que ele está produzindo desde 2012.

A equipe gravou entrevista com o professor de história Zevaldo Sousa, que falou sobre a história do carnaval de Maragojipe, a cultura da cidade e questões sociais como a economia, sociedade e juventude. “Eles perguntaram como era a relação da juventude com a cultura da cidade, se gostam daqui ou preferem ir para cidades grandes”, diz Zevaldo.

Entre as perguntas relacionadas ao carnaval, a equipe quis saber o significado das máscaras na festa momesca. “O uso das máscaras começou a partir do século XIX, quando no momento da festa de entrudo, negros começaram a utilizar um pano branco e máscaras para se mesclar com brancos e serem aceitos. A festa era um momento de democracia e representava um dos pontos mais marcantes no carnaval”, explica o professor. Entrudo é uma comemoração carnavalesca oriunda dos portugueses, que foi adaptada para o carnaval no Brasil.

A entrevista com Zevaldo durou cerca de trinta minutos. Logo em seguida o próprio cineasta fotografou e filmou as manifestações culturais, fantasias e participação do público no carnaval da cidade.


Spike Lee na Bahia
O cineasta Spike Lee está na Bahia desde o início dos festejos do carnaval. Hospedado em Salvador, ele vem gravando entrevistas com artistas, políticos e personalidades baianas como a cantora Ivete Sangalo, o presidente do Olodum, João Jorge Rodrigues, o prefeito de Salvador Antonio Carlos Magalhães Neto, o governador da Bahia Jacques Wagner, Daniela Mercury, Carlinhos Brown e Mãe Stella de Oxóssi.

Diretor de filmes como “4 Little Girls” e “Faça a coisa certa”, Lee escolheu retratar o Brasil em seu novo filme por acreditar que o pais vive um momento decisivo e transformador, com a realização da Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016, além de um momento de aquecimento da economia e da presença de uma mulher na presidência do país.

Em abril de 2012 o diretor esteve em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. A previsão de estreia é 2014, antes da Copa, no festival de Cannes.

Foto: Luis Carlos Brasileiro