Maragojipe canta seus filhos

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Maragogipe realiza tradicional Carnaval de Máscaras


Situada no Recôncavo Baiano, a cidade de Maragogipe vive de 14 a 17 de fevereiro o mais autêntico Carnaval de Máscaras do Brasil. Durante os dias de festa, a cidade ganha cor com riqueza de detalhes na decoração espalhada pelas ruas e muita magia com a presença dos mascarados que circulam com muita irreverência e criatividade em suas fantasias.

Tombado em 2009 através do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), a festa é marcada por preservar a essência dos antigos carnavais e pela manifestação singular de diversidade cultural e artística. Cerca de 20 grupos de marchinhas compostas por músicos locais animam a Praça dos Mascarados, onde um coreto foi montado para as apresentações musicais e concursos de fantasias.

A festa conta também com um palco na Praça Ermezindo Mendes, onde acontece shows como o do grupo Bailinho de Quinta e dos artistas Jau, Carol Soares, Mariene de Castro e grupos de samba de roda locais. Segundo a prefeita Vera Lúcia, o público estimado nos quatro dias de festa é de 100 mil pessoas. “Já está tudo preparado para recebermos os nossos visitantes”, afirma a prefeita.

Uma novidade esse ano é a exposição de fotos De outros Carnavais, onde ao ar livre serão expostas imagens de mascarados dos anos anteriores. O objetivo é relembrar um pouco das fantasias que já foram para a rua, explica Priscila Mendes, secretária de Cultura e Turismo do município. “Nosso objetivo foi trazer um pouco do passado e também fazer uma homenagem aos grupos que são os principais atrativos do nosso carnaval” ressaltou Priscila.

A programação conta com o concurso de mascarados, em que eles desfilam no domingo (15) e segunda (16), concorrendo em diversas categorias. Na terça (17), o resultado é divulgado e os grupos vencedores são premiados.

O segredo
Vários encontros são realizados para que os grupos idealizem as fantasias que irão desfilar nos dias de festa. Todos os detalhes são guardados a sete chaves, pois o segredo é a palavra de ordem dos mascarados. Alguns contam que se arrumam em casas de amigos e vizinhos para despistar as pessoas. Todo o corpo é coberto, e todos os componentes dos grupos usam os mesmos acessórios. O rosto não pode ser mostrado em momento algum, as máscaras são furadas na boca, e para beber algo, eles usam um canudo. É permitido o uso das máscaras até as 18h, então, minutos antes os mascarados se recolhem e sua identidade só é revelada na terça-feira de carnaval.

Ascom / Maragogipe